ABRIL VERDE

ABRIL VERDE: CONSCIENTIZAR É O MELHOR CAMINHO PARA PREVENIR
POR QUE O MÊS DE ABRIL?

O Mês de abril é destacado por duas datas importantes:
– 7 de abril: Dia Mundial da Saúde;
– 28 de abril: Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho, em decorrência do acidente provocado pela explosão de uma mina no Estado da Virgínia, nos Estados Unidos, em 1969, ocasionando a morte de 78 trabalhadores.
Com a união dessas datas, o mês de abril foi escolhido para realização da Campanha Abril Verde, que tem como objetivo trazer à sociedade a importância da conscientização e prevenção de acidentes e doenças decorrentes do trabalho.
A Organização Internacional do Trabalho (OIT) aponta que o Brasil ocupa o 3º lugar em acidentes fatais relacionados ao trabalho e o 5ª lugar em acidentes não fatais. Mostra, ainda, que devido aos acidentes de trabalho há uma perda de 4% do Produto Interno Bruto (PIB), haja vista a perda de produtividade do trabalho, impactando, portanto, na economia do país.

Segundo dados estatísticos do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, em um período de 5 anos, a Previdência Social gastou mais de R$26 bilhões em benefícios acidentários, como auxílio-doença, auxílio-acidente, aposentadoria por invalidez e pensão por morte, computou mais de 4 milhões de acidentes e doenças do trabalho, 15 mil mortes e cerca de 368 bilhões de dias perdidos por afastamentos.

Em vista disso, tem-se que a saúde e a segurança do trabalho são fatores fundamentais para promoção da saúde física, mental e social do trabalhador, estão diretamente relacionadas à produtividade e por isso merecem atenção especial da gestão da empresa ou empregador.
Mas afinal, por que investir em saúde e segurança no trabalho?
Os acidentes de trabalho e as doenças ocupacionais podem sim ser evitados, e quando não são causam grande impacto sobre a produtividade e a economia, repercutindo principalmente no trabalhador. Além do sofrimento físico e mental causados pela lesão, na maioria das vezes temporária, muitos trabalhadores podem ser afetados com limitações e/ou incapacidades permanentes (parciais ou totais), prejudicando seu desempenho laboral, força de trabalho, e podendo interferir, ainda, no seu sustento e de sua família, planos futuros, relações sociais, entre outros.
Por isso, é essencial que os trabalhadores se conscientizem sobre a importância da saúde e segurança do trabalho e, assim, assumam responsabilidades em adotar e seguir as normas preventivas implantadas pela empresa, bem como em cobrar seus superiores para adoção dessas medidas.
Ademais, investir na saúde do trabalhador é benéfico não só para o empregado como também para o empregador, visto que, além de afetar a produtividade, é prejudicial à saúde econômica da empresa. Os custos relacionados a acidentes e doenças ocupacionais, sejam eles diretos ou indiretos, podem chegar a valores exorbitantes, estando entre eles as perdas de funcionários, absenteísmo, afastamentos, custeio de tratamentos, contratação de mão de obra para substituição (temporária ou permanente), multas, indenizações e ações trabalhistas.
Pensando nisso, é de extrema importância que as empresas e empregadores voltem seus esforços para a gestão de acidentes e doenças ocupacionais, implantando ações eficientes, registrando os incidentes, investigando as causas, investindo em medidas de controle e prevenção de riscos e promovendo a conscientização dos trabalhadores.
A Saúde e Segurança do trabalho podem salvar vidas.
O trabalhador ganha, a empresa ganha, a sociedade ganha.

O CEREST de São José do Rio Preto (Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador) é um serviço especializado do SUS que atua na Saúde e Segurança do Trabalho com o objetivo de promoção, prevenção e recuperação dos trabalhadores acometidos por doenças ou agravos relacionados ao trabalho, independente de vínculo empregatício. É composto por uma equipe multidisciplinar capacitada para avaliar o ambiente de trabalho e atuar nos fatores de riscos e agravantes encontrados com intuito de evitar acidentes de trabalho e doenças ocupacionais.

Para mais informações:
CEREST
Endereço: Rua São Paulo, nº 2350, 1º Andar, Vila Maceno
Telefone: (17) 3212-9514
E-mail: [email protected]

VOLTAR